Ricardo Trigo é  professor  Associado do Departamento de Geofísica,  Engenharia Geográfica e Energia e Diretor do  Laboratório Associado Instituto Dom Luiz (IDL), ambos da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Tendo já mais de 20 anos de experiência em áreas complementares de pesquisa com ênfase em riscos naturais como inundações, secas, ondas de calor e incêndios florestais. Para além disso, estuda como esses fenómenos estão relacionados com as mudanças climáticas ou com padrões em larga escala e ao longo do tempo. Ricardo Trigo participou em 12  projetos financiados pela UE, incluindo recentemente o IMDROFLOOD e o INDECIS.

Joana Balsemão é vereadora da Câmara Municipal de Cascais, onde tem o pelouro do Ambiente. Tem o Mestrado em Mudança e Gestão Ambiental pela Universidade de Oxford, e foi investigadora no IST na área da educação para as alterações climáticas. Pertence ao Comité de Desenvolvimento Urbano da Comissão das Nações Unidas para a Europa, ao conselho executivo do think-tank da Plataforma de Crescimento Sustentável, e ao Conselho para o Ambiente e Sustentabilidade da EDP. Trabalhou em propostas legislativas ambientais da UE, e como assessora no Ministério do Ambiente. Desempenhou ainda funções como responsável por um programa de sensibilização no Reino Unido e na Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento.

Pedro Nunes é um investigador da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Foi na mesma que fez os seus estudos, tendo um doutoramento em Sistemas Sustentáveis de Energia. Exerceu como engenheiro, consultor e professor, com um foco em energias renováveis, mobilidade elétrica e redes inteligentes. Desde 2020 trabalha também como responsável pela política climática na associação ambientalista ZERO.

Doutorado em Engenharia do Ambiente na área de Sistemas de Gestão Ambiental para a Construção Sustentável no Instituto Superior Técnico, Manuel Pinheiro é Professor na mesma instituição há mais de 20 anos, tendo-se especializado, sobretudo, nas áreas de ambiente e sustentabilidade. Nesse sentido, é também responsável pelo Sistema LiderA, um sistema de apoio ao desenvolvimento na sustentabilidade na construção, para além de Gestor e Sócio no IPA, Inovação e Projetos em Ambiente, onde é especialista no desenvolvimento de consultoria e projetos de inovação pelo ambiente.

Tendo assinado a primeira capa da revista VISÃO sobre alterações climáticas em Portugal em 2001, Luís Ribeiro conta com cerca de 23 anos de experiência nesta revista. Nesses 23 anos conta com centenas de notícias, entrevistas e reportagens da sua autoria sobre sustentabilidade e alterações climáticas. A somar a isto conta ainda com a experiência de ter trabalhado no assunto diretamente no terreno. Na esteve na cidade mais a norte do mundo, cobriu desastres naturais como incêndios e enxurradas, testemunhou os impactos das alterações climáticas na Grande Barreira de Coral, na Austrália e atravessou toda a Costa Alentejana a pé, observando as ameaças que se levantam ao nosso litoral selvagem.